Categorias
Notícias

Adolescente de 17 anos vence maratona

Na semana passada, trouxemos a notícia de que Doug Fernandez, de 54 anos, venceu a Maratona de Harrisburg. Pois bem. Encontramos outra notícia na Runner’s World sobre mais um vencedor de maratona com idade, digamos, inusitada. A adolescente Alana Hadley, de 17 anos, venceu a Monumental Marathon, em Indianápolis, dia 1 de novembro, com o tempo de 2:38:34, quebrando ainda o recorde do percurso.

Ela melhorou seu tempo de 2013, que havia sido de 2:41:56, nesta mesma prova. Alana disse: “é uma sensação incrível! Você sempre sonha em vencer uma corrida. E melhor ainda foi o fato de ser capaz de lidar com as condições do tempo e executar meu plano de corrida de forma quase perfeita”.

Alana correu a primeira metade em 1:19:28 e a segunda metade em 1:19:06, fazendo um split negativo, que era parte da estratégia dela. “Decidi que o split negativo seria a melhor opção, fazendo o que era possível contra o vento e aproveitando quando ele estava a meu favor”, disse Alana.

Alana tem o segundo melhor tempo dentre as colegiais norte-americanos. O melhor tempo é de Cathy Schiro, que fez 2:34:23 em 1984. Schiro passou a fazer de 1988 e 1992 as equipes olímpicas da maratona como Cathy O’Brien. A melhora do tempo poderia sugerir que foi um ano bom, de progressão nos tempos. No entanto, foi um ano difícil para Alana.

Depois da Monumental Marathon do ano passado, ela acrescentou muitos treinos de qualidade e acabou desenvolvendo uma lesão por estresse no terceiro metatarso do pé direito. Foi sua primeira grande lesão na corrida, que começou, vejam só, quando ela correu sua primeira corrida de 5 km aos 6 ANOS.

Depois de quatro semanas parada por causa da lesão, entre dezembro e janeiro, ela voltou a correr sua quilometragem semanal, que gira em torno de 170 km. Decidiu tentar correr a Grandma’s Marathon em junho, mas teve que abandonar a prova no km 32 por causa de dores no quadril. Depois desse resultado e do desempenho ruim na Rock ‘n’ Roll Virginia Beach Half Marathon, Alana decidiu tratar as coisas com um pouco mais de profissionalismo.

Procurou uma clínica de esportes para resolver seu problema no quadril e decidiu ter mais flexibilidade nos seus planos e objetivos nas corridas. Essa flexibilidade ajudou no dia da maratona. Como o tempo não estava em condições ideais, Alana teve que mudar seu plano de corrida para as condições que se apresentavam.

Alana tem como objetivo as eliminatórias olímpicas e, se tudo der certo, representar os Estados Unidos no Rio de Janeiro. “Ao concentrar em conseguir tempos mais baixos e correndo mais rápido, acho que estou no caminho certo para me tornar mais competitiva em campeonatos nacionais e conseguir uma vaga na equipe do Campeonato do Mundial”, disse ela.

Alana é treinada por seu pai e vai continuar sendo treinada por ele a distância quando for para a faculdade em 2015. Ela ficou com três opções de escolha, todas na Caroline do Norte, seu estado natal. Uma das razões que levaram Alana a correr a Monumental Marathon este ano foi a oportunidade de fazer um doação para uma instituição de caridade de Indiana. Ela escolheu a Sociedade de Autismo de Indiana porque sua irmã de 10 anos é autista, assim como um dos seus primos.

Notícia traduzida. Link original:
Runner’s World

Categorias
Notícias

Homem de 54 anos vence maratona

A Runner’s World trouxe uma notícia bem interessante sobre a vitória de Doug Fernandez na Maratona de Harrisburg, Pensilvânia, no último dia 09 de novembro. O detalhe é que Doug tem 54 anos e esta foi a primeira maratona que ele ganhou na vida. Dizem que as coisas boas vem para quem espera e na 17ª maratona, Doug foi o primeiro a passar pela faixa na chegada com o tempo de 02:40:23 (ritmo de 3:48 min/km). Doug superou Juan Martinez, de 36 anos, nos quilômetros finais.

Doug acredita que a idade é mais mental do que física e exageram sobre isso. Doug disse que “esse é o problema quando você é velho, as pessoas focam mais na sua idade do que nas suas realizações”. Quando Doug corre, ele nunca tenta vencer os corredores da sua faixa etária, mas sim vencer todos. Nas palavras dele, “eu sou um jovem de 25 anos”.

Doug geralmente corre as maratonas maiores e o que ele consegue é vencer na faixa etária. Ele sabe que não vai vencer os quenianos. Entretanto, Doug pesquisou os tempos vencedores anteriores da Maratona de Harrisburg e sabia que tinha condições de vencer. Percebeu que correndo em 2h40′, se não vencesse, estaria pelo menos entre os 5 melhores.

Nas maiores maratonas, Doug tem obtido bons resultados na faixa etária. Foi segundo na categoria 50-54 anos na Maratona de Boston 2014 por dois segundos, terminando a prova em 02:34:43, seu recorde pessoal depois dos 45 anos. Ele estava perto do outro atleta da faixa etária no fim, mas não sabia que estava tão perto. Acha que se soubesse, teria passado.

Seis semanas antes de vencer em Harrisburg, Doug venceu na faixa etária na Maratona de Berlim com o tempo de 02:37:04. Em 2015, Doug espera venceu na sua faixa etária na Maratona de Boston, Maratona de Berlim e Maratona de Nova York, ainda que Berlim e Nova York estejam separadas por cinco semanas. Ele correu quatro maratonas em 2014. E em 2015 estará em uma nova categoria, 55-59 anos, o que Doug diz ter uma diferença significativa.

Doug Fernandez nasceu na Venezuela e veio para os Estados Unidos estudar na Universidade do Colorado. Ele correu em pistas lá e diz que correu seu melhor tempo nos 800 metros em 1:49 (o recorde mundial é 1:40). Depois, entrou para o exército e parou de correr. Aos 45 anos, depois de 20 anos parado e pesando 111 kg, voltou a correr com a esperança de perder o peso.

Ele começou devagar, mas correndo mais quilômetros e perdendo peso, sua competitividade voltou. Em 2007, com 47 anos, ele correu uma maratona em 03:08:43 e continuou melhorando desde então. Atualmente, Doug pesa 81 kg e corre em torno de 160 km por semana no auge da preparação. Ele treina por conta própria e faz seus próprios treinos. Durante o dia, trabalha em pesquisa e desenvolvimento para a Philip Morris.

Doug diz que “a chave é não colocar barreiras de idade na sua mente, e aí você vai fazer muito melhor. As pessoas ficam velhas prematuramente em suas mentes. Você sempre tem que pensar que você é jovem”. Prestem atenção ao que Doug Fernandez diz, parem de reclamar da vida e corram!

Post traduzido. Link da notícia:
http://www.runnersworld.com/masters/54-year-old-man-wins-harrisburg-marathon