Categorias
Geral

PFC Extra 15 – Maratonas no Brasil

Nesta edição do podcast fora do podcast, falamos sobre as maratonas no Brasil, datas que coincidem, corridas que mudam de data, da Maratona Beto Carrero e muito mais.

Escute e divirta-se!!!

[powerpress]

Deixe seu comentário sobre esta edição.

Envie uma mensagem. A sua opinião é muito importante para nós.

Conte-nos de qual cidade você é e há quanto tempo corre.

Sugestão de pauta, relatos de prova, dicas, dúvidas, perguntas ou um simples “oi” são sempre bem-vindos.

Compartilhe suas fotos no Instagram com as hashtags abaixo e tenha seu nome lido no podcast.

#porfalaremcorrida
#euescutopfc
#pacebosta
#guerreirospfc


PADRINHOS/MADRINHAS DO POR FALAR EM CORRIDA

Cynthia Aires
Eduardo Masuda
Eric Ito
Família Nery
Fernando Loner
Lorna da Silva
Luiz Fernando de Oliveira
Marcelo de Oliveira
Marcos Cruz
Natan Alcantara
Regis Chachamovich
Renata Mendes
Roberta Pereira
Washington Lins

SEJA PADRINHO/MADRINHA DO POR FALAR EM CORRIDA


CONHEÇA O POR FALAR EM CORRIDA
Informação com diversão e bom humor

Podcast
YouTube

Instagram
Facebook
iTunes
SACo (envie sua mensagem)
Feed do podcast
Loja do Por Falar em Corrida
Grupo do Por Falar em Corrida no Strava
Blog do Enio
Blog do Guilherme
Todas as edições
Formas de escutar o podcast


Quer falar com o Por Falar em Corrida? Envie sua mensagem ou áudio para o nosso e-mail
[email protected]

As mensagens também podem ser enviadas através do SACo
ENCHA O NOSSO SACO!

Se preferir, envie um áudio pelo WhatsApp
48 99187-9316

SEJA PADRINHO/MADRINHA DO POR FALAR EM CORRIDA
Contribua com o nosso projeto e ajude a manter o Por Falar em Corrida ativo
Este conteúdo será sempre gratuito, mas com a sua ajuda fica muito mais fácil

Encomende a camiseta do Por Falar em Corrida
Se não tem o seu tamanho, avise-nos que em breve devemos ter novas camisetas

Loja do Por Falar em Corrida
Na nossa humilde lojinha, você pode encomendar diversos produtos.

Inscreva-se no canal do POR FALAR EM CORRIDA no YouTube
Acompanhe todas as nossas aventuras também em vídeo

Deixe sua avaliação e comentários no iTunes e ajude na divulgação do podcast Por Falar em Corrida
Sua avaliação é muito importante para nós. Com ela, figuraremos sempre na lista dos podcasts populares e um dia ficaremos na frente dos podcasts sobre futebol


PFC Extra 15 – Maratonas no Brasil YouTube:

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=PcrOVLpjHB8[/embedyt]

 

Categorias
Blog do Enio Relatos de Corridas

Maratona Beto Carrero – 05/08/2017

Participei mais uma vez da Maratona Beto Carrero, uma maratona de revezamento que acontece no Beto Carrero World, maior parque temático da América Latina. Já estive lá em 2013 e 2014, quando fiz dupla com o Eduardo Hanada. Neste ano, também fui de dupla, mas desta vez com o Guilherme. A prova aconteceu no dia 5 de agosto de 2017, sábado, com largada prevista para as 18h45. Sim, além de ser uma maratona de revezamento, ela é noturna. Isso se deve ao fato de que o parque precisa estar fechado para que os participantes possam correr sem maiores congestionamentos.

A Maratona Beto Carrero pode ser realizada em dupla, quarteto ou octeto, podendo optar por ser masculina, feminina ou misto. São 8 voltas saindo do Kartódromo Internacional e seguindo em direção ao parque. Durante o trajeto dentro do parque os corredores encontram diversos personagens. Alguns lembro do nome, outros vi e mais outros pesquisei na internet: a turma do Betinho Carrero, Shrek, Madagascar, Kung Fu Panda, Megamente e MetroMan, família real, Merlin, cavaleiros que compõe o Show Excalibur e personagens de O Sonho do Cowboy. Também tinha uma banda alemã na Vila Germânica e um pessoal batendo tambor, além de alguns sustos com os saxões medievais, os monstros do Portal da Escuridão, o gorila de Monga e os bandidos mais temidos do Velho Oeste.

A retirada do kit acontece no dia da Maratona Beto Carrero, sábado, das 9h às 15h, mas quem chega um pouquinho atrasado também consegue retirar. O kit é composto de: camiseta de manga comprida (vermelha), boné, toalha, uma lanterna de cabeça, barra de cereal/proteína e a sacola. Se fosse só isso poderia parecer comum, mas tem um detalhe muito importante: vem também um ingresso para utilizar no Beto Carrero nos 30 dias seguintes. No caso deste ano, o ingresso pode ser utilizado até 31 de agosto. Ou seja, a inscrição não é das mais baratas, mas você tem a oportunidade de passar um dia no parque. Muitas pessoas reservam hotel para correr no sábado e ir ao parque no domingo.

O estacionamento é no kartódromo e a diária era valor único de R$ 20,00. O estacionamento do Beto Carrero estava R$ 55,00. Valia a pena deixar ali no kartódromo. O legal é que eles colavam um adesivo no vidro do carro e podia sair do estacionamento que não pagaria de novo na volta. Muita gente chegou, pagou, entrou, pegou o kit e voltou para o hotel deixar as coisas. Mais tarde, voltaram para a largada.

Na retirada do kit tinha também o pessoal da Banana Brasil, massagem e tínhamos acesso à pista, onde estava sendo montada a estrutura do evento, com as tendas das assessorias, postos de troca e largada. Falando em ter acesso, outro detalhe muito legal é que todos os inscritos ganham uma pulseira para ter acesso à área da corrida. Além disso, com essa pulseira podem aproveitar o parque no sábado a partir das 15h. Então, os corredores, além de ganhar o ingresso para utilizar nos dias seguintes, tinham 3 horas para aproveitar o que quisessem no parque, já que o funcionamento do Beto Carrero é às 18h.

A largada da Maratona Beto Carrero acontece já durante à noite. Para correr, a iluminação é suficiente. Em alguns pontos, é uma penumbra, em outros, o percurso é bem iluminado, principalmente no kartódromo. A lanterna de cabeça até ilumina bem, mas é um trambolho que só incomoda para levar na cabeça. Já tinha que levar o bastão do revezamento, que é onde estava o chip, e a GoPro. Mais coisa para atrapalhar não ia dar certo. Penso que para o evento seria muito legal que pelo menos a primeira volta da corrida fosse com a luz do dia ainda. Para correr era tranquilo, mas para filmar e tirar fotos era mais complicado. Os fotógrafos no percurso utilizaram bastante flash. Apesar da escuridão e das imagens não ficarem tão nítidas, fizemos o possível na cobertura da prova.

O Guilherme largou, ele fez a volta 1, 3, 5 e 7. Decidimos por revezar uma volta de cada para o tempo de espera ser menor. Acredito que correndo em duplas esta seja a melhor escolha. Eu fiquei com as voltas pares, 2, 4, 6 e 8. A primeira volta é um pouco maior porque os atletas fazem uma volta de apresentação no circuito do kartódromo, que tem pouco mais de 1 km. O início é mais animado porque tem todo mundo correndo junto e as atrações do parque ainda estão pelo percurso animando os corredores. Do que notei, até a 2ª volta estavam todos os personagens. Na 4ª volta, alguns já não estava mais. Na 6ª, tinha poucos e na última volta só sobraram os staffs. Acho que depois das 22h eles não trabalham para não ganhar adicional noturno.

No regulamento, dizia que o tempo limite da prova era 4 horas. Fomos com isso na cabeça, tentar fechar a Maratona Beto Carrero em menos de 4 horas. Poderia ser bem mais complicado se cada volta de fato tivesse 5.250 metros. Exceto a primeira, todas as outras tem um pouco menos de 5 km. Em alguns GPS bate 5 km. Ou seja, a distância total não dá uma maratona. Seria legal que tivesse os 42 km pelo menos, mas como é uma corrida com mais diversão do que competição fica meio em segundo plano. Confesso que correndo em dupla é um alívio saber que cada volta tem menos do que deveria. Depois da segunda volta, se o percurso tivesse 3 km eu não ia achar ruim.

Este é outro detalhe. Por razões que nunca serão bem explicadas, escolhemos correr em dupla. Poderíamos ter feito quarteto, talvez fosse a melhor opção. Corre duas voltas e pronto. Octeto parece pouco, só uma volta. Por outro lado, dupla é exagero. A primeira volta é tranquila, você até corre bem, mas sabe que tem mais três. A segunda ainda dá para manter o ritmo. Na terceira, o ritmo cai e ainda tem que guardar energia para a última volta. Nela, você dá tudo o que tem, que já não é muita coisa. Fora o fato de que esperar mais de 20 minutos. Desaquece o corpo, o vento no kartódromo esfria e recomeçar a correr mais três vezes não é muito fácil. Até demos sorte desse inverno não ser tão frio. Só atrapalhou um pouco o vento, que também não estava tão intenso. Era mais o ar gelado noite caindo.

Em dupla, fomos lá. Como esperado, nosso ritmo caiu volta a volta. Mais abaixo colocarei nossos tempos e ritmos. O meu objetivo era correr todas as voltas abaixo de 6 min/km. Os treinos mais curtos e o joelho não me deixavam ter previsões muito otimistas. Essa era a mais possível. A primeira volta foi a melhor. Fiz em 26:46, ritmo de 5:24. Na segunda, o ritmo caiu, mas ainda consegui manter. 27:23 e ritmo de 5:34. A terceira volta foi meio arrastada. Fiquei entre o cansaço acumulado e não poder acelerar o pouco que tinha pensando na última. Foi 28:46 e ritmo de 5:52. Na quarta volta, pensei em correr o máximo que podia, quem sabe fazer mais rápida do que a terceira. Comecei bem, mas o ritmo foi caindo. 28:52 e ritmo de 5:55.

Chegamos, meio doídos, um tanto quebrados, mas com o objetivo alcançado. Sub 4 horas. Para ser mais exato, de acordo com o resultado oficial da Maratona Beto Carrero, 3:49:30. A última volta foi a mais sofrida para nós, mas conseguimos uns minutos de vantagem nas primeiras que garantiram o tempo abaixo de 4 horas. Durante a corrida, tinha água em dois pontos. No pós-prova, tinha também barrinhas, frutas, água e suco. Tinha maçã, banana e melancia. Quando chegamos, já não tinha mais suco. Devolvemos o bastão de revezamento e pegamos a medalha que, como de costume, era grande e bonita, como vocês podem ver nas fotos.

A Maratona Beto Carrero é uma prova que vale a pena ser feita. Esta foi a décima edição do evento, que se iniciou lá em 2008. Programe-se, chame os amigos e divirta-se. A diversão acontece correndo e também no parque, seja no sábado, no dia da corrida, ou nos dias seguintes. Uma opção é reservar hotel para passar o fim de semana em Penha. A organização é impecável e a estrutura é excelente. Como sempre, a Sports Do mantém o nível lá no alto. É provável que você vá e sempre queira voltar. Ou pelo menos vai ter boas lembranças.

Tempos e parciais na Maratona de Beto Carrero de acordo com os nossos relógios:
Volta 1 – Guilherme – 6,12 km – 32:27 – 5:18 min/km
Volta 2 – Enio – 4,95 km – 26:46 – 5:24 min/km
Volta 3 – Guilherme – 4,78 km – 26:15 – 5:29 min/km
Volta 4 – Enio – 4,91 km – 27:23 – 5:34 min/km
Volta 5 – Guilherme – 4,85 km – 28:23 – 5:51 min/km
Volta 6 – Enio – 4,90 km – 28:46 – 5:52 min/km
Volta 7 – Guilherme – 4,83 km – 30:58 – 6:24 min/km
Volta 8 – Enio – 4,88 km – 28:52 – 5:55 min/km

Links Maratona Beto Carrero:
Site
Resultados

Fotos:

maratona beto carrero
Antes da largada. Ambulância lá atrás para caso de necessidade
maratona beto carrero
Fim de prova com a medalha
maratona beto carrero
Minhas parciais
maratona beto carrero
Certificado
Categorias
Blog do Enio

Revezamento

Amanhã estarei no Beto Carrero World, o maior parque temático da América Latina. O motivo? Tem corrida, é lógico. Mais uma edição da Maratona Beto Carrero, uma prova de revezamento, que pode ser feita em dupla, quarteto ou octeto. São 8 voltas no percurso, que larga no kartódromo do parque e passa pelos principais brinquedos e atrações do Beto Carrero.

Já fiz esta prova em dupla em 2013 e 2014, com o Eduardo Hanada. Este ano, volto novamente para correr em dupla, mas desta vez vou com o Guilherme. Voltar a fazer a Maratona Beto Carrero era um desejo antigo, mas sempre havia algum obstáculo. Este ano não estava programado ir lá, mas deu certo e é para lá que nós vamos.

Espero que não esteja tão frio. O inverno ainda não chegou de fato e a previsão não indica que chegará. Tomara que isso se confirme. Afinal, teremos que esperar em torno de meia hora para começar cada volta. Se não estiver frio, a espera se torna menos sofrida. Acredito que o principal é não ter vento e não chover. Pela previsão, a chuva não vai dar as caras. O vento até vai ter, mas não é para ser nenhuma ventania muito forte.

Será nossa primeira cobertura noturna. A largada acontecerá às 18h45. Vamos ver o que acontece. Nossa expectativa é fechar a prova com menos de 4 horas. Não estamos treinando tanto. No meu caso, os treinos têm sido curtos e intensos, visando provas de 5 km. Fazer uma meia maratona, ainda que revezando, é algo bem maior. Digamos que umas 4 vezes maior ou um pouco mais.

Até por isso, não vamos correr para nos matar e fazer recordes pessoais a cada volta. Talvez a primeira seja a melhor, talvez ainda haja fôlego na segunda, mas depois tanto faz. Se eu conseguir manter um ritmo abaixo de 6 min/km em todas as voltas já estarei feliz. Tudo indica que na próxima semana já teremos a cobertura no YouTube e o relato que sempre faço das corridas que participo deve aparecer no blog segunda ou terça.

Categorias
Podcast PFC

PFC 56 – Maratona Beto Carrero

 
[powerpress]