Judith Jeptum vence a Maratona de Paris com o primeiro sub 2h20 na França

Judith Korir Jeptum fez a primeira maratona feminina sub 2h20 em ruas francesas ao vencer a Schneider Electric Marathon de Paris, no domingo (03/04/22). A queniano de 27 anos venceu a prova com um recorde de 2:19:48, enquanto o etíope Deso Gelmisa venceu a corrida masculina com 2:05:07.

Sharon Chelimo e Marion Kibor, que liderou o grupo líder de sete corredoras, partiram em um ritmo agressivo desde o início em condições de sol, mas frio. Elas fizeram os primeiros 10 km em 32:23, sugerindo um tempo de chegada dentro de 2:17 – bem abaixo do recorde de percurso de 2:20:55 estabelecido por Purity Rionoripo em 2017. O pelotão chegou à meia maratona em 1:08:31.

Cinco quilômetros depois, Keptum aumentou uma marcha e separou o grupo da frente. Ela passou o km 30 em 1:37:44, construindo uma diferença de um minuto sobre as outras atletas. Embora seu ritmo tenha diminuído nos estágios finais, ela terminou em 2:19:48, diminuindo em quase três minutos o seu PB e mais de um minuto o recorde do percurso.

“O tempo frio dificultou a corrida”, disse Jeptum, que fez seu PB de 1:05:28 na meia maratona no início deste ano. “Mas eu tentei fazer o meu melhor e me esforçar bastante.”

Fantu Jimma cruzou a linha 3:04 atrás com um PB de 2:22:52, enquanto Besu Sado completou o pódio em 2:23:16.

 

A prova masculina teve 15 corredores passando pelos 10 km em 29:45, 15 segundos à frente de um segundo grupo de 9 corredores.

Os pacers Kirwa Yego e Sila Keptoo estabeleceram um ritmo constante, seguidos pelo francês Morhad Amdouni, que almejava o recorde nacional de 2:06:36.

Logo depois de atingir 30 km em 1:29:28, Gelmisa e seu colega etíope Seifu Tura começaram a aumentar o ritmo. Eles abriram uma diferença de 50 metros sobre Amdouni, que se separou do restante dos atletas. Gelmisa e Tura marcaram um forte 29:13 entre 30-40km na parte mais montanhosa da corrida.

Após um sprint feroz, Gelmisa prevaleceu e venceu com 2:05:07, nove segundos mais rápido que o PB que ele havia estabelecido em Valência em dezembro, onde terminou em segundo lugar. Tura, vencedor em Chicago em 2021, terminou três segundos atrás com 2:05:10, enquanto Amdouni subiu ao pódio com um recorde nacional de 2:05:22.

Resultados

Mulheres

1 Judith Korir Jeptum (KEN) 2:19:48
2 Fantu Jimma (ETH) 2:22:52
3 Besu Sado (ETH) 2:23:16
4 Adanech Anbesa (ETH) 2:24:07
5 Yenenesh Dinkesa (ETH) 2:24:09

Homens
1 Deso Gelmisa (ETH) 2:05:07
2 Seifu Tura (ETH) 2:05:10
3 Morhad Amdouni (FRA) 2:05:22
4 Abayneh Degu (ETH) 2:06:03
5 Olika Adugna (ETH) 2:06:27

(© AFP / Getty Images)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.