Maratona da Sibéria atinge temperatura recorde de -53°C

Sessenta e cinco corredores de todo o mundo participaram de uma maratona histórica em 21 de janeiro. A Maratona do Pólo do Frio da Yakutia, na Sibéria, estabeleceu um recorde de temperatura para a maratona mais fria de todos os tempos: -53ºC.

Corredores dos Emirados Árabes Unidos, EUA e Bielorrússia vieram para Yakutia para enfrentar as condições congeladas. Os organizadores foram forçados a começar a corrida no início da manhã, pois as temperaturas atingiram -60ºC no final do dia em Oymyakon, o Pólo Frio de Yakutia.

O vencedor foi o russo Vasily Lukin, que cruzou a linha de chegada em 3:22. Foi sua segunda vitória consecutiva na prova extrema depois de ter sido adiada em 2021 devido à pandemia. O melhor resultado entre as mulheres foi Marina Sedalischeva, da Yakutia, que terminou em 4:09.

Cerca de 100 espectadores vestidos com roupas quentes saíram para torcer pelos corredores enquanto eles lutavam contra as condições entorpecentes. No futuro, os organizadores esperam que a maratona mais fria do mundo possa atrair mais interesse de todo o mundo.

A corrida deste ano comemora o 100º aniversário de Yakutia (província) se tornar uma república autônoma dentro da antiga União Soviética.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.