Matsuda faz 2h20min52s e quebra o recorde da Maratona Feminina de Osaka

Mizuki Matsuda quebrou o recorde da prova na Maratona Feminina de Osaka neste domingo (30), melhorando seu PB para 2h20min52s para vencer o evento.

Seu tempo bate o recorde do evento de 2:21:11 que foi estabelecido por Mao Ichiyama no ano passado e a coloca em quinto lugar na lista japonesa de todos os tempos. É também o segundo tempo mais rápido de um atleta japonês no Japão, atrás dos 2:20:29 de Ichiyama em Nagoya em 2020.

Matsuda foi seguida na linha de chegada por Mao Uesugi, Natsumi Matsushita e Mizuki Tanimoto, sendo que as quatro primeiras terminaram abaixo abaixo de 2:24.

Antes da corrida, Matsuda havia explicado como seu objetivo era vencer a corrida com um desempenho que a ajudaria a garantir uma vaga na equipe para o Campeonato Mundial de Atletismo em Oregon neste ano. Depois de vencer em Osaka em 2020 com 2:21:47, Matsuda mais tarde perdeu um lugar nas Olimpíadas de Tóquio quando Ichiyama correu mais rápido em Nagoya.

“Não consegui atingir meu objetivo hoje”, disse ela após a corrida, com um objetivo provável de bater os 2:20:29 de Ichiyama. “Estou feliz que meu treino duro valeu a pena”.

“Acho que o resultado foi bom porque corri agressivamente desde o início. Eu só espero que eu seja selecionada para a equipe do Campeonato Mundial. Durante a corrida, eu estava me imaginando correndo em Eugene, pensando: ‘Como o corredor de classe mundial correria nesta fase da corrida?’”

Apesar da pandemia, o evento em Osaka conseguiu seguir como planejado, em boas condições, com um pouco de vento, o que era esperado.

Matsuda e Uesugi correram juntas atrás dos três pacers masculinos até pouco depois dos 25 km, passando 10 km em 33:02 e a meia maratona em 1:09:57 – recorde da meia maratona para Uesugi.

Aos 25 km o relógio marcava 1:22:47, mas Uesugi começou a recuar pouco depois e no km 30 – passado em 1:39:15 – Matsuda tinha construído uma vantagem de 31 segundos.

Ela percorreu 35 km em 1:56:04 e 40km em 2:13:23, com os pacers saindo da corrida ao entrarem no parque do Estádio Nagai a cerca de 41km.

Matsuda cruzou a linha de chegada em 2h20min52s para alcançar sua terceira vitória na Maratona Feminina de Osaka depois de suas vitórias em 2018 e 2020, mantendo seu recorde invicto no evento.

Embora o ritmo de Uesugi tenha começado a diminuir quando ela foi ultrapassada, ela conseguiu correr um grande PB de 2:22:29, enquanto Matsushita ficou em terceiro com 2:23:05 e Tanimoto em quarto com 2:23:11. Yukari Abe foi quinta com 2:24:02. Todas do top 5 fizeram seus recordes pessoais. Sayaka Sato terminou em sexto com 2:24:47. As seis primeiras se classificaram para o Marathon Grand Championship, a seletiva para a prova olímpica de 2024.

 

Resultados (todos as atletas japonesas)

Condições: temperatura 8,2ºC, 47% de umidade no início, com muito pouco vento

1 Mizuki Matsuda 2:20:52
2 Mao Uesugi 2:22:29
3 Natsumi Matsushita 2:23:05
4 Mizuki Tanimoto 2:23:11
5 Yukari Abe 2:24:02
6 Sayaka Sato 2:24:47

Tempos intermediários:
5km – 16:28
10km – 33:02 (16:34)
15km – 49:42 (16:40)
20km – 1:06:20 (16:38)
Metade – 1:09:57
25km – 1:22:47 (16:27)
30km – 1:39:15 (16:28)
35km – 1:56:04 (16:49)
40km – 2:13:23 (17:19)
Tempo final – 2:20:52

A Maratona Internacional Feminina de Osaka (no original: Ōsaka Kokusai Joshi Marason; nome internacional: Osaka International Ladies Marathon) é uma corrida de 42,195 km de distância disputada anualmente na cidade de Osaka, Japão, desde 1982. A prova, apenas feminina, é disputada no último domingo do mês de janeiro e organizada e patrocinada pela Federação Japonesa de Atletismo e um conglomerado de veículos de comunicação formado de jornais e rádios – o que é padrão nas corridas japonesas – e pela administração da cidade de Osaka (Wikipédia).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.