Na chuva

Hoje o treino teve que ser na chuva. A previsão até era animadora. Parecia que só ia chover de madrugada e a manhã seria sem os pingos molhados. No entanto, o clima instável não ajudou muito. Algumas pancadas de chuva aconteceram, sendo que foi inevitável escapar dela durante o treino.

Já no trote de aquecimento caiu uma chuva fina, bem leve. Não molhou muito, foi do tipo suportável. Como fui correr às 9h e estava ameaçando chover, optei em ir para a Beira Mar. Lá não teria a concorrência dos carros. Se eles não me veem em um dia normal, imagina em um dia de chuva.

Com caminho livre na Beira Mar, fiz todo o treino por lá. Eram 5 repetições de 1 minuto, depois 1 km moderado, 1 km forte e mais 5 repetições de 1 minuto. Durante boa parte das repetições de 1 km fiquei debaixo de chuva. Molhou tudo. Estava usando o Ekiden One, tênis novo que comprei na Decathlon por R$ 69,99, e ele não se adapta muito bem a chuva, não absorve a água.

Mesmo assim, o treino saiu. Até melhor do que eu planejava. Por ter a Beira Mar sem nada para atrapalhar, ficou mais fácil de correr. Por outro lado, tive certa preguiça em correr lá. Por já conhecer o cenário, por saber que até onde deveria ir e voltar, talvez por outros motivos que não sei, sempre achava que poderia estar rendendo melhor.

No entanto, os ritmos foram bons. As primeiras repetições ficaram em 4:21, 4:25, 4:33, 4:30 e 4:20. Fui até bem regular. No 1 km seguinte, mais moderado, saiu um 5:33. O 1 km mais forte, sob chuva constante, ficou e, 4:43. Não achei ruim, mas queria ter ido melhor, só que foi o que deu para fazer. Já estava meio cansado.

O cansaço veio nas últimas 5 repetições de 1 minuto. Foi bem difícil correr forte nelas. Estava me sentindo cansado e sem forças. Apesar da sensação pior, os ritmos ficaram razoáveis: 4:39, 4:30, 4:31, 4:33 e 4:05. Foi um pouco pior que a primeira, mas no último fiz o melhor de todos.

Ou seja, a sensação de esforço parecia o fim do mundo, mas na prática consegui sustentar um ritmo legar para quem estava cansado e ainda fiz uma ótima última repetição. Acredito que estar mais leve e ter os treinos em dia estão ajudando nisso. Mesmo quando o cansaço vem, ainda saiu um ritmo legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *