O fator estômago

Quem acompanha minhas aventuras aqui no blog sabe que eu tive uns problemas estomacais a partir do dia 15. Ainda não está tudo completamente resolvido. Foi um ataque sorrateiro da infecção que, obviamente, descambou para a diarreia. Os primeiros dias sempre são terríveis.

Logo depois que deu o problema, eu não conseguia nem viver direito, quanto mais correr. Hoje, quase 2 semanas depois, restam problemas a serem resolvidos. Pelo menos o estômago não dói mais, mas as coisas ainda não estão muito sólidas. Sei que não ajudo muito, pois estou comendo de tudo e isso não colabora para melhorar.

O que notei nesses últimos dias é que conseguiria correr sem problemas. O transtorno não é no nível de estar com febre e nem conseguir correr. Analisando dessa forma, posso dizer que estou menor pior. O fato de não correr e estar prioritariamente descansando depois da cirurgia me gera essa falta de assunto. Tive que falar do meu estômago.

Estamos evoluindo, me parece. Olhos recuperando e estômago também. Do jeito que estão as coisas, não duvido que os olhos fiquem 100% antes do estômago. Preciso parar de comer algumas porcarias, mas não estou muito seletivo neste fim de ano. O que aparece, eu como, seja bolo, doce de leite, batata frita e outras coisas mais. Ainda está meio explosivo, mas um dia vai melhorar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.