O pelotão de elite na Maratona de Valência 2021

Valência vai ser novamente o epicentro do mundo da corrida sediando a 41ª edição da Valencia Marathon Trinidad Alfonso EDP, uma corrida que este ano quer continuar fazendo história. O objetivo é bater o recorde da prova, que é de 2:03:00, o quarto tempo mais rápido do mundo, e chegar perto do recorde mundial da maratona (2:01:39). Além disso, quer se tornar a melhor prova feminina do ano.

Para alcançar isso, Valência vai contar com alguns dos melhores atletas do mundo. Geoffrey Kamworor, Lawrence Cherono e Amos Kipruto do Quênia. E Mule Wasihun, Getaneh Molla, Kinde Atanaw e Andamlak Belihu da Etiópia.

Kamworor (PB 2:06:12), quebrou o recorde mundial da meia maratona em 2019 (que foi quebrado em 2020 em Valência) e venceu a Maratona de Nova York em 2017 e 2019. Desde que teve que desistir da maratona olímpica em Tóquio por causa da uma lesão, esteve se preparando exclusivamente para alcançar um grande resultado no dia 05 de dezembro.

Lawrence Cherono (2:03:04 em Valência 2020) vem de um 4º lugar na maratona olímpica em Tóquio e foi vencedor das Maratonas de Boston e Chicago em 2019. Amos Kipruto também é um dos nomes de destaque e tem como melhor marca 2:03:30, que alcançou em Valência 2020.Da Etiópia, temos Mule Wasihum (PB 2:03:16), Getaneh Molla (PB 2:03:34), Kinde Atanaw (PB 2:03:51, tempo quando venceu Valência 2019) e Tsegaye Mekonnen (PB 2:04:32). Teremos também Gabriel Geay (PB 2:04:55) da Tanzânia e a estreia de Andamlak Belihu, que tem 26:53:15 nos 10.000 metros e fez 58:54 na Meia de Nova Deli em 2020. Este são os nomes que a organização espera que bata o recorde da prova e chegue o mais perto possível do recorde mundial.

No feminino, a organização da maratona espera um tempo de conclusão abaixo de 2h20 pelo terceiro ano seguido. Para isso, Valência vai contar com Guteni Shone (PB 2:20:11), Azmera Gebru (PB 2:20:48) e Tadelech Bekele (PB 2:21:40) da Etiópia e Bornes Chepkirui (PB 2:21:26) do Quênia. Estes são os 4 nomes com melhores tempo da elite feminina. Também teremos Juliet Chekwel (PB 2:23:13) de Uganda e a etíope Rahma Tusa (PB 2:23:46).

Outro nome que pode se destar é da alemã Melat Kejeta (PB 2:23:57), que não tem um tempo tão bom, mas que terminou em sexto na maratona olímpica de Tóquio e tem 1:05:18 na meia maratona, recorde europeu da distância. Também vale a pena ficar de olho na queniana Nancy Jelagat (PB 2:36:22). O melhor tempo dela em maratonas não impressionada, mas em agosto ela correu a Meia Maratona de Berlim para 1:05:21, o que pode ser um indicar de um tempo melhor na maratona. Por fim, temos a queniana Dorcas Tuitoek, de 23 anos, que fará sua estreia na maratona e tem 1:06:33 na meia maratona, além de ter se destacado na Meia de Valência ano passado, chegando em 4º lugar.

Para Marc Roig, treinador da Elite Internacional da Maratona de Valência, “a maratona deste ano é extremamente competitiva, como gostamos em Valência. Não descarto uma finalização em sprint nas categorias masculina e feminina e, na verdade, conto com isso. Os atletas sabem que Valência oferece um dos melhores circuitos para alcançar os melhores tempos pessoais. E isso, com o nível de corredores que temos, pode facilmente se traduzir em vários atletas quebrando o recorde do percurso. Por quanto? Veremos no dia 5 de dezembro ”.

Teremos também 3 brasileiros na prova masculina: Daniel do Nascimento (PB 2:09:05), Daniel Chaves (PB 2:11:10) e Gilmar Silvestre Lopes (PB 2:15:32).

 

Elite Masculina

Lawrence Cherono KEN 2:03:04
Amos Kipruto KEN 2:03:30
Mule Wasihun ETH 2:03:16
Getaneh Molla ETH 2:03:34
Kinde Atanaw EHT 2:03:51
Gabriel Geay TZN 2:04:55
Geoffrey Kamworor KEN 2:06:12
Andamlak Belihu EHT Debut

Elite Feminina

Guteni Shone ETH 2:20:11
Azmera Gebru ETH 2:20:48
Bornes Chepkirui KEN 2:21:26
Tadelech Bekele ETH 2:21:40
Juliet Chekwel UGA 2:23:13
Rahma Tusa ETH 2:23:46
Melat Kejeta GER 2:23:57
Nancy Jelagat KEN 2:36:22
Dorcas Tuitoek KEN Debut

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.