Categorias
Blog do Enio

Relatório de julho 2017

Chegamos ao fim do mês de julho e todo fim de mês significa uma postagem falando como foram os treinos. Julho foi o mês que as coisas voltaram ao rumo mais certo. Treinos constantes, sem parar, sem muitos incômodos. Tive novamente uma sequência correndo e mantive a bike e o pilates. Estes dois últimos devem ficar por um bom tempo na minha rotina. Não dá para dizer que é para sempre, mas estou bem adaptado a esse trio de atividades.

Foi o mês que mais corri desde que tive o problema no joelho. Mais atividades, mais dias correndo, mais quilômetros, mais tempo na rua e uma melhor média de ritmo. Em julho foi a volta da normalidade. Deveria ter sido em junho, mas a meia maratona acabou atrapalhando um pouco essa evolução natural. Com isso, só em julho consegui fazer os treinos curtos e intensos programados e focar nas distâncias curtas.

Acabei participando de duas corridas, uma no início e outra no fim do mês. A primeira foi no Circuito das Estações em São Paulo. Participei da prova de 5 km e lá percebi que ainda estava precisando treinar. Morri no depois do 3º km. Mesmo assim, o tempo foi legal. Duas semanas depois, teve a Track&Field Florianópolis. Corri sem querer tempo, de forma confortável e sem maiores problemas ou dores. O fim do mês foi um pouco cansativo, mas parece que o corpo já se acostumou. Não é bom falar que está dando tudo certo, mas a perspectiva para agosto é muito boa.

Por Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *