Resistência

A maioria dos meus treinos nesses últimos dois meses foram de rodagens. Apenas sair de casa e correr por um tempo qualquer em um ritmo confortável. Foram raras as vezes em que fiz treinos intervalados. Consultando minha tabela onde anoto tudo, foram 3 treinos em que realmente corri em ritmo mais forte.

Este é o objetivo do resto do ano. Correr e correr. Claro que me incomoda não conseguir ainda correr tão rápido, mas é um processo lento e gradual. Atualmente, preocupa-me mais sentir alguma dor correndo. Por isso, estou investindo nas rodagens e aos poucos aumentando o tempo e a distância delas.

Quero chegar nas meias maratonas em novembro com condição física de correr por 2 horas sem tanto desgaste. Já pretendo estar acostumado com os volumes. Seria interessante correr mais rápido essas meias? Seria, mas não adianta tentar apressar as coisas, de repente até correr mais rápido, mas correr o risco de me machucar.

A confiança ainda não está 100%. Tanto é que depois do último intervalado na quinta senti um pequeno incômodo no pé e fiquei observando a situação. No mesmo dia já melhorou, mas os efeitos só passaram totalmente no domingo. Acredito que a última repetição a 3:57 de ritmo médio tenha contribuído para isso.

De toda forma, por prudência, esta semana vou apenas rodar. Em alguns treinos, talvez acelerar o ritmo, mas nada abaixo de 5 min/km. Vai ser aquele zona de conforto um pouco mais rápida. O plano agora é adquirir resistência. Se conseguir chegar ao fim do ano sem dores, talvez 2017 seja um ano mais rápido.

Se der tudo certo e acontecer algo ainda este ano, maravilha. No entanto, não é o foco. Em outubro, pretendo fazer uns treinos mais longos. A meta deste mês é fazer com que no fim dele os treinos tenham ritmo médio geral menor do que 6 min/km, mesmo com esses treinos mais longos, que, imagino, sejam mais lentos. Assim, de pouco em pouco, acredito que estou construindo uma base legal, acostumando e adaptando o corpo novamente aos treinos. Por enquanto, tudo corre dentro dos padrões de normalidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.