State of Mind Index, novo estudo global comandado pela ASICS, comprova o impacto positivo do movimento na saúde mental

São Paulo, 13 de abril. Como parte das ações para promover e disseminar a mensagem de corpo são e mente sã na sociedade, a ASICS anuncia hoje os resultados do State of Mind Index, estudo global inédito conduzido pela marca japonesa e que comprova uma relação direta e positiva entre a atividade física e a saúde mental, mas revela possíveis impactos preocupantes dos baixos níveis de exercícios nas gerações mais novas ao redor do mundo. O estudo se baseou nos resultados extraídos da plataforma da ASICS Mind Uplifter™, lançada em 2021, e na qual por meio de uma combinação de tecnologia de escaneamento facial e coleta de dados de autorrelato, as pessoas conseguem capturar o impacto do esporte em 10 métricas emocionais e cognitivas – incluindo confiança, positividade, calma e foco – percebendo como diferentes esportes influenciam na sua forma de pensar e sentir.

Através do monitoramento da mente de 37 mil pessoas de 16 países, incluindo o Brasil, o primeiro estudo do gênero concluiu que as pessoas que mais se movimentam alcançam uma pontuação de “elevação da mente” (State of Mind) mais alta. Indivíduos ativos têm uma pontuação média de “elevação da mente”, ou seja, melhora da saúde mental, de 68/100, em relação a apenas 56/100 para os inativos.

O estudo também destaca as diferenças significativas na prática de atividades físicas entre as gerações. Por semana, pessoas mais velhas (com mais de 57 anos) se movem, em média, por quase uma hora (53 minutos) a mais do que a geração Z. Isso, por sua vez, impacta na pontuação coletiva de “elevação da mente” de cada grupo.

Observa-se na pesquisa que 54% da população idosa global é ativa e sente os benefícios do movimento, conquistando uma pontuação média de elevação mental de 67/100. Em contraste, apenas 45% da população global da Geração Z (18 a 24 anos) está atualmente ativa e, como resultado, tem uma pontuação média consideravelmente mais baixa do que a geração idosa, de 59/100.

No Brasil, por exemplo, a pesquisa revelou que as mulheres são menos ativas que os homens – 135min x 180 min – e, consequentemente, apresentam um índice de “elevação da mente” (State of Mind) menor em relação aos homens – 61 x 68. No total, a população brasileira realiza 160 minutos de atividade física por semana, sendo a caminhada o exercício mais popular, com 58% dos adeptos, seguida pela corrida (22%) e treino de força (21%). Ocupando o 7º lugar entre os 16 mercados pesquisados com maiores níveis de State of Mind no mundo, o Brasil possui uma pontuação de 64/100 e é o local com a maior pontuação de energia, positividade e confiança, desconsiderando Ásia e Oriente Médio. Entre as capitais brasileiras, Brasília se destaca com o maior índice de State of Mind (69), seguida de Porto Alegre e São Paulo, ambas com pontuação de 65.

Apenas 15:09 minutos de atividade física são suficientes para elevar a mente

Embora a população global acredite que 30 minutos seja o tempo mínimo de exercício necessário para experimentar o impacto positivo do movimento, o estudo global da ASICS prova que apenas 15 minutos e 9 segundos é o tempo suficiente para começar a sentir os efeitos na mudança de humor.

Dr. Brendon Stubbs, pesquisador da King’s College London e referência global em pesquisas ligadas ao esporte e saúde mental, com mais de 17 anos de experiência e mais de 650 artigos acadêmicos publicados, liderou o estudo e afirma: “Há uma percepção comum de que você precisa se mover por um longo tempo para experimentar os benefícios que a atividade física traz. No entanto, nossa nova pesquisa prova que esse não é o caso — pouco mais de 15 minutos de movimento já é o suficiente para experimentar o impacto positivo. Coincidindo com o State of Mind Index, que demonstra de forma inédita a ligação positiva entre movimento e saúde mental em escala global, esperamos que seja inspirador para muitos ver o impacto que uma quantidade tão pequena de movimento pode ter”.

“Desde o seu nascimento a ASICS acredita na interligação do corpo e da mente além da transformação da sociedade por meio do esporte. Desde 2020, a empresa vem pesquisando essa premissa e os resultados do estudo global “State of Mind Index” comprovam essa correlação positiva entre a atividade física e a saúde mental.”, destaca Constanza Novillo, diretora de marketing ASICS para a América Latina.

Para saber mais sobre a pesquisa da ASICS, acesse o site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.