Categorias
Geral

Sub 50 alheio

No próximo domingo, será realizada a Track&Field Run Series Shopping Iguatemi aqui em Floripa. Prova tradicional do circuito. É a prova mais antiga da qual participo desde que comecei a correr. Todo ano, desde 2010, faço uma prova da Track. A organização, o percurso, tudo sempre me faz querer voltar. O valor da inscrição não é muito atrativo, mas se você faz uma triagem de corridas acaba compensando.

A prova é tão legal que na minha planilha particular de anotações, tem todas as Tracks que fiz juntamente com todas as meias e maratonas. Sempre foi um bom lugar para fazer um novo recorde pessoal. Foi lá que todas as melhores marcas da vida em determinado momento foram feitas. Sub 55, sub 54, sub 50, 45:46.

A Track larga cedo e é em um percurso plano, na Beira Mar. Não tem muito erro. Mesmo em dias quentes, não é tão quente assim. Em princípio, usaria a prova deste ano para tentar mais uma vez o sub 45 nos 10 km. Mas aí veio o Nilton dizendo que eu ia ser o pacer dele na corrida para enfim sair o sub 50 dele de forma oficial.

Não tinha pensado nisso até ele mencionar, mas é uma ótima ideia. Não me mato tanto e ainda corro forte. Nosso objetivo é fazer abaixo de 49 minutos. O Nilton não gosta de correr e fazer recordes. Nem de correr ele gosta, mas decidiu que ia fazer um sub 50. Às vezes, correr forte é legal. Como nosso ilustre colega se sabota muito fácil e desiste da corrida porque pensa demais, uma companhia ajudando no ritmo tende a facilitar a vida dele.

Já fizemos isso duas vezes. Uma foi na Corrida Pela Paz do ano passado. O objetivo era só fazer o sub 50, mas a prova tinha mais de 300 metros A MENOS. Na projeção, daria uns 49 minutos, mas não serve como recorde pessoal. A outra vez foi há algumas semanas no Circuito ParaTodos. Fizemos os 5 km e o objetivo era correr abaixo de 24 minutos. Não tinha 5 km, mas no ritmo e na projeção deu certo.

Domingo, vamos tentar novamente. Desta vez, confiando e acreditando que a Track&Field vai ter 10 km. Geralmente tem. Só não poder dar a menos como os 9,65 km da Corrida Pela Paz. Cada quilômetro a 4:53/4:54 acho que sai. Se o Nilton não ficar com questões existenciais antes e durante, acredito que faremos até melhor do que 48:59. Segunda-feira eu conto como foi, com fotos, registros de Garmin e tempo líquido oficial da prova.

Para quem ainda não conhece, o Nilton é dono do Corridas SC, já fez o Corridas PR e agora lançou o Corridas RS. Em breve, Corridas BR é o caminho natural das coisas. O desempregado que trabalha mais do que a maiores dos empregados no Brasil, diz ele. E também quase o ombudsman deste site. Ah, esse parágrafo não foi patrocinado. Ele jamais pagaria para eu escrever isso. Mas é tudo verdade. Inclusive a parte de que ele jamais pagaria.

Por Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *