Categorias
Geral

Fatos sobre a Maratona de Nova York

A 46ª edição da Maratona de Nova York acontece amanhã, dia 1º de novembro, lá em Nova York. Explorando os 45 anos de história da maior maratona do mundo, o Museu de Nova York  fez uma exposição chamada de The New York Marathon: The Great Race com fotos, vídeos históricos de chegadas, perfis e momentos principais na longa história do evento. Além disso, a exposição no museu traz alguns fatos e curiosidades sobre a maratona. Abaixo, 26 deles, já que uma maratona tem 26,2 milhas.

  1. A primeira Maratona de Nova York em 1970 contou com apenas 127 inscritos para correr 4 voltas ao redor do Central Park. Em 2015, a prova tem mais de 50.000 inscritos que vão percorrer os cinco bairros da cidade. Isso faz de Nova York a maior maratona do mundo.
  2. Apenas 55 homens concluíram a primeira edição da maratona e a única mulher inscrita desistiu porque estava doente. Já, em 2014, tivemos mais de 20.000 mulheres entre as concluintes.
  3. Os primeiros campeões da prova recebiam como prêmio relógios simples e troféus de baseball e boliche reaproveitados. Algo bem distante dos atuais $ 100.000 que o vencedor da edição deste ano vai ganhar. Este valor ainda pode subir, pois há um bônus de $ 50.000 para quebra de recordes.
  4. As mulheres foram impedidas de correr maratonas até que a Amateur Athletic Union (o órgão do governo das longas distâncias) finalmente suspendeu a proibição em 1971, desde que a largada fosse 10 minutos antes ou depois da dos homens. Então, em 1972, as 6 mulheres participantes da prova esperaram o sinal de largada, que foi dado 10 minutos antes da largada masculina, e ficaram sentadas, em protesto a esse discriminação. Só começaram depois, junto com todos.
  5. As primeiras edições da maratona foram todas no Central Park, mas George Spitz sonhou em refazer a rota da prova e passar pelas ruas da cidade para celebrar o Bicentenário dos Estados Unidos em 1976. Foi um sucesso tão grande que a maratona passa desde então pelos cinco bairros de Nova York.
  6. A pessoa mais jovem a completar a maratona foi Wesley Paul, de 8 anos, em 1977. Ele terminou a prova em 3:00:37. No primeiros anos da prova, várias crianças participavam da maratona, mas em 1981 foi definida a idade mínima de 16. Posteriormente, foi alterada para 18 anos.
  7. Junto com um tiro de canhão, a música de Frank Sinatra, New York, New York, é sempre tocada nos alto-falantes para sinalizar o início da maratona.
  8. Os corredores se deparam com a maior e mais íngreme inclinação da prova logo no início. Na Verrazano Bridge, os corredores enfrentam 41 metros de subida logo no fim da primeira milha, ali pelos 1,2 km.
  9. Aproximadamente 26 toneladas de roupas são descartadas pelos corredores nos primeiros quilômetros. Essas roupas são coletadas pelos voluntários e doadas para a caridade.
  10. Dos cinco bairros, o mais rápido é o Brooklyn, que é em sua maioria plano, resultando em um melhor ritmo médio.
  11. A banda do colégio Bishop Loughlin toca o tema de Rocky, a música Gonna Fly Now, sem parar na milha 9 (km 14) até que o último corredor passe. Eles fazem isso todo ano desde 1979.
  12. Os voluntário distribuíram 2,3 milhões copinhos para os corredores, o que resultou em mais de 62.000 litros de água e 32.000 litros de isotônico em 2014.
  13. Os corredores atingem a marca da meia martona na Pulaski Bridge, Depois disso, o ritmo médio costuma cair de 5:15 min/km para 5:56 min/km.
  14. A íngreme Queensboro Bridge, perto da milha 15/16 (km 25), é considerada um dos pontos mais difíceis do percurso. E como não é permitida a presença de espectadores na ponte, é também a parte mais silenciosa da prova.
  15. Além dos corredores dos Estados Unidos, que representaram 59% dos concluintes, a edição do ano passado teve também participação de corredores de outros 136 países, da Albânia até o Zimbábue.
  16. Os 50 tempos mais rápidos da prova pertencem a quenianos e etíopes, com exceção do 47º tempo mais rápido, que pertence ao americano Ryan Hall. Entre os 100 melhores tempos da história, 64 são de quenianos, 34 de etíopes, 3 de marroquinos e 2 de americanos.
  17. A primeira transmissão ao vivo da prova foi feita em 1981 pela WABC-TV, que fez a cobertura até 1993. Depois de um hiato de quase 20 anos, a ABC/ESPN retomou o televisionamento da maratona em 2013.
  18. Devido ao crescimento dos inscritos, um sistema parcial de loteria começou em 1983. Os primeiros 8.000 inscritos foram aceitos automaticamente e o restante entrou em um sorteio. Em 1996, a maratona um processo de loteria completo. Membros do New York Road Runners, instituições de caridade e corredores que participaram de muitas edições anteriores geralmente têm inscrição garantida.
  19. A edição de 1986 foi marcante pelo que veio depois. Bob Weiland cruzou a linha de chegada em 4 dias, 2 horas, 47 minutes e 17 segundos, usando suas mãos. Por quê? Ele era um veterano do Vietnã que perdeu as duas pernas 17 anos antes. Ele fez o percurso usando apenas seus braços para se movimentar, parando para falar com veterinários, moradores de rua e outros que o inspiraram nessa missão para terminar a prova.
  20. A categoria de Cadeira de Rodas e Handcycle foi incluída na edição de 2000. Em 2014, 244 atletas, assim como 200 assistentes voluntários, participaram da prova.
  21. A norueguesa Grete Waitz foi a primeira grande maratonista feminina do mundo. Ela venceu a Maratona de Nova York nove vezes no em onze anos, entre 1978 e 1988 (só não venceu em 1981 e 1987), mais do que qualquer outro corredor na história e estabeleceu o recorde mundial em três dessas vitórias (1978, 1979 e 1980).
  22. Mas Rosie Ruiz se tornou a mais conhecida maratonista por fraudar sua chegada na edição de 1979. Ela abandonou o percurso depois de 16 km e pegou o metrô até a chegada. Mais tarde, Ruiz foi desclassificada e teve problemas semelhantes na Maratona de Boston de 1980.
  23. O fundador do New York Road Runners e pai da Maratona de Nova York, Fred Lebow, fundou o Fred’s Friends (atualmente Fred’s Team), a primeira instituição de caridade oficial da NYC Race, depois de diagnosticado com câncer no cérebro em 1990. Em 2014, 8.500 corredores arrecadaram a quantia recorde de $ 34,5 milhões para milhares de organizações de caridade.
  24. Depois de 27 anos, em 2009, Meb Keflezighi se tornou o primeiro americano a vencer a prova desde que Alberto Salazar venceu pela terceira vez em 1982. Meb vai participar da prova deste ano e vai tentar vencer mais uma edição.
  25. A Maratona de Nova York foi cancelada pela primeira vez na história em 2012, depois do furacão Sandy, que devastou parte da cidade. Em vez disso, vários corredores viajaram para os lugares atingidos para apoiar e ajudar na recuperação dos estragos.
  26. Katherine Singluff, do Brooklyn, se tornou a milionésima concluinte da Maratona de Nova York no ano passado. Este feito rendeu a ela inscrição garantida na maratona pelo resto da vida e um vale-compras de $ 500,00.

Fonte: http://www.nydailynews.com/life-style/26-facts-new-york-city-marathon-article-1.2403391.

Categorias
Geral

Culpa de corredor

Você já sentiu culpa por não correr? Do tipo de se pegar pensando coisas como “por que não corri hoje?” ou “eu deveria correr”? Acontece com todos os corredores. A culpa pode nos fazer sentir tão mal mentalmente como não correr nos faz sentir mal fisicamente. Mas talvez nós possamos usar a culpa a nosso favor. Entender o que ela nos causa pode nos ajudar a ficar preparados e lembrar de como nos sentimos quando não corremos.

Aqui estão alguns momentos que muitas vezes causam esse sentimento de culpa no corredor:

A recuperação pós-corrida
Você sabe que deveria correr alguns quilômetros um dia ou dois depois da sua corrida e você sabe que vai se sentir melhor se fizer isso. Mas, às vezes, as dores musculares e o cansaço substituem o senso comum.

Os feriados
Os horários se preenchem. Há confraternizações para ir, família para visitar, compras para fazer. Os dias são mais curtos e mais frios e às vezes é difícil lembrar como correr é importante para você e onde isso deveria se encaixar na lista das coisas do dia.

Um dia bonito
É um dia lindo com temperatura perfeita. Mas a vida fica no caminho, aparecendo com coisas que o impedem de desfrutar o dia da melhor maneira que você gostaria, ou seja, correndo.

Corridas pela manhã
Você se compromete a começar a correr no período da manhã para iniciar bem o dia. Então, chega 5h e nem mesmo um alarme de incêndio consegue tirar você da cama. Depois, você chega em casa do trabalho, exausto com as atividades do dia, desejando ter corrido de manhã

Você já sentiu culpa por não correr? Quando? E como evitar isso?

Link da matéria: http://runhaven.com/2015/01/02/runners-guilt-do-you/.

Categorias
Geral

Razões simples para correr

“Por que você corre?” Esta pergunta de quem não corre para corredores tem um respostas simples, mas muitas vezes fazem o corredor ter uma reflexão mais profunda e se perguntar por que corre todos os dias. Nossos amigos não corredores pensam em correr como alguma forma de tortura intensa ou atividade extenuante, o que pode ser verdade em alguns casos. No entanto, continuamos procurando corridas e programando despertadores para tocar ainda de madrugada. Caso você esteja quebrando a cabeça em busca da resposta poética perfeita para dar aos colegas curiosos, aqui estão 10 motivos que poderão tentar mostrar porque corredores gostam de correr

Para liberar endorfina
Conhecida dos corredores. Essa substância bloqueia a dor e permite que o corpo alcance um estado de euforia durante uma atividade extenuante. Esses momentos felizes se prolongam por muito tempo depois que você termina de correr e serve como motivação suficiente para você sair para correr várias outras vezes.

Para aliviar o estresse
Corredores frequentemente relatam que a corrida alivia as tensões da vida. Seja correndo treinos longos ou trote, sair para correr e deixar o exercício elevar seu humor pode ajudar a minimizar a pressão mental que o trabalho, os relacionamentos ou a vida em geral podem causar.

Para controlar o peso
Todos nós já ouvimos histórias incríveis de perda de peso através da corrida. Elas existem e são muitas. Em conjunto com uma alimentação adequada, correr pode ajudar nessa jornada de perda de peso.

Para fazer novos amigos
Existem várias assessorias e grupos de corridas. São infinitas oportunidades para fazer amigos correndo. Correr é sempre melhor quando você tem alguém que entende bem os altos e baixos do esporte

Para testar os seus limites
De uma forma segura, é claro. Definir objetivos tangíveis e desafiar a si mesmo para correr um pouco mais a cada semana. Depois de um tempo, alguém que um dia pensou que mal poderia andar 500 metros, agora está completando sua primeira corrida de 5 km.

Para usar roupas coloridas
Alguém já reparou que fluorescente provavelmente é a cor mais popular entre os tênis de corrida? Se existe um grupo que usa meias, tênis, shorts, acessórios, tops, jaquetas, relógios, bonés e luvas, daqueles que parecem iluminar mais que refletores, esse grupo é o dos corredores.

Para economizar dinheiro
Se você tiver a sorte de morar em um lugar que tem sol durante boa parte do ano, não há necessidade de correr na esteira. Se você mora em lugar onde o frio é insuportável no inverno, mas ainda assim é corajoso o suficiente, é possível sair para correr ao ar livre para uma sessão de suor sem custo sob camadas de luzes fluorescentes (ver tópico acima).

Para ter a pele mais bonita
Corredores sabem que a pele fica mais macia depois de um treino e um banho quente.

Para aumentar a auto-estima
Ver que você supera obstáculos que antes pareciam impossíveis aumentam a auto-estima. Além disso, correr é um esporte, muitas vezes, mais mental do que físico. Ter confiança em si vai refletir em outras áreas da vida que exigem força de vontade, e persistência para superar as dificuldades ao longo do caminho.

Paga ganhar medalhas
Quem aqui não fica admirado com algumas medalhas que vemos na internet? Todos gostam de receber aquela medalha depois de uma corrida.

Link da matéria: http://womensrunning.competitor.com/2015/04/inspiration/10-simple-reasons-to-lace-up-and-run_37110.

Categorias
Geral

Coisas que não se dizem a um corredor

Se você é um corredor e está lendo este texto, talvez se identifique com algumas dessas frases que todos que correm costumam ouvir de quem não corre.

  • Você corre? Pensei que corredor eram magros.
  • Há quanto tempo você corre?
  • Pessoas morrem correndo maratonas. Você deveria parar de correr e tentar outro esporte.
  • Soube que você vai correr sua primeira meia maratona. Você acha que vai vencer?
  • Por que você está tão chateado com a lesão? Encontre outra coisa para fazer. Corre não é tão legal mesmo.
  • Não acredito que você paga alguém para poder participar de uma corrida.
  • Você está quase lá (no km 30 da maratona).
  • Quanto é a distância dessa maratona que você vai correr?
  • Você não parece rápido, né?
  • O tio do meu amigo também correu essa maratona. Você viu ele?
  • Eu gostaria de correr também, mas não tenho tempo.
  • Correr é ruim para os seus joelhos.
  • Você corre sem parar por mais de 3 horas?
  • Por que você come tanta massa antes de uma maratona?
  • Aposto que você pode comer tudo o que quiser e continuar magro.
  • Por que você não come mais um pedaço de bolo? É só correr alguns quilômetros a mais amanhã.

Qual outra frase não se diz a um corredor?

Link da matéria: http://runhaven.com/2015/02/05/13-things-dont-say-runner/.

Categorias
Geral

11 medos durante o polimento

A parte mais difícil de uma maratona não é correr a maratona: é fazer o polimento para a maratona. Nas semanas anteriores à prova, todos os corredores passam por um difícil período de insanidade conhecido como ENLOUQUECENDO COM O POLIMENTO. É um comportamento irracional, errático e paranóico que se intensifica a cada dia que passa. Os corredores são facilmente identificados por dizerem coisas como: EU NUNCA VOU ESTAR PREPARADO! EU PRECISO CORRER MAIS!

Nenhum corredor está livre disso. Este mal necessário pode atrapalhar a maratona até do corredor mais experiente! Do estresse ao pânico de ter que descansar, não há nada pior do que o polimento. Você está se preparando para correr uma maratona? Aqui estão os 11 medos pelos quais você passa durante esse período de polimento.

Que você não está correndo o suficiente
Você está acostumado a correr o tempo inteiro e, de repente, você está correndo de 50% a 85% menos do que o normal, o que pode causar algum estresse e agonia.

Que você vai se machucar antes da corrida
Você olha mais de dez vezes antes de atravessar uma rua, toma todos os cuidados necessários e se recusa a usar qualquer acessório novo. MELHOR PREVENIR DO QUE REMEDIAR.

Que você vai ficar doente
Você evita aquele seu amigo que diz que está gripado. NÃO É PESSOAL, MAS NÃO POSSO FICAR DOENTE!

Que você vai ganhar peso
A fome é real e você vai se encontrar preocupado com tudo o que come. Esqueça isso e mantenha a sua alimentação habitual.

Que você não está preparado
Todas as vezes que alguém te pergunta se você está preparado, você luta para segurar o grito de NÃO! E EU NÃO SEI POR QUE TODO MUNDO CONTINUA ME PERGUNTANDO ISSO!

Que você não testou sua estratégia de alimentação
Quando você procura dicas sobre o dia da corrida, começa a questionar se a estratégia de alimentação está correta. Não faça isso. Faça o que você praticou até então.

Que você não fez todos os treinos intervalados que deveria
“Se eu fizer esses tiros de 800 agora, vou estar melhor preparado para a maratona na próxima semana”. As famosas últimas palavras.

Que um treino ruim é um indicativo de que o dia da corrida vai ser um desastre
Sim, é possível que um treino de 6 km abale sua confiança. Esqueça isso. É apenas o nervosismo pré-prova.

Você vai deitar à noite e pensar em TODAS as coisas que podem dar errado no dia da prova
Você não vai conseguir dormir. Sim, vai doer (não literalmente, esperamos). Tente não se estressar com isso. Confie no seu treinamento.

Muros. Tanto os metafóricos quanto os físicos
Não se assuste se você se pegar procurando por espaços abertos. O medo do muro a partir do km 30 é muito real.

Pressão
“Você tem um objetivo de tempo?”, pergunta seu amigo de trabalho. “EU SÓ QUERO SOBREVIVER!”, você grita, tentando não chorar em posição fetal.

A fase de polimento não é fácil, mas os corredores estão juntos nessa loucura. Você só precisa confiar no seu treino, escutar o seu corpo, manter a alimentação e se manter ocupado. O tempo vai voar e o dia da maratona vai chegar antes do que você pensa. VOCÊ VAI SOBREVIVER! Está perto do fim. Até a próxima maratona.

Link da matéria: http://womensrunning.competitor.com/2015/09/run-selfie-repeat/11-fears-you-experience-while-tapering-for-a-marathon_46831.

Categorias
Geral

Coisas que corredores nunca deveriam fazer

Se você é novato ou um corredor experiente, melhorar o seu desempenho não é apenas sobre o que você deveria fazer. Saber o que evitar durante os treinos e corridas pode ser tão importante quanto.

Ignorar a dor
Encaremos um fato: parte dos esportes que envolvem resistência tem a ver em como lidar com a dor. No entanto, há uma linha tênue entre lidar com a dor causada pela fadiga e negligenciar aquela dor que pode te levar a uma lesão. Dores que aparecem e rapidamente desaparecem para nunca mais voltarem provavelmente não são nada para você se preocupar. Se a mesma dor, porém, aparece com frequência ou em quase toda corrida você sente alguma coisa diferente, fique atento. Talvez você nem perceba, mas isso pode mudar sua forma de correr e pode levar a uma lesão por longo tempo que poderia ter sido evitada.

Pular o aquecimento
É tentador começar a correr em velocidade máxima, deixando de lado o aquecimento, especialmente se você não tem tempo. Infelizmente, isso pode frequentemente levar a lesões musculares e outras dores relacionadas. Um bom aquecimento pode fazer sua corrida ficar mais fácil e prevenir lesões.

Esperar um recorde pessoal em cada corrida
Para iniciantes, acompanhar a evolução nos tempos é uma boa forma de se manter motivado. No começo, não é muito difícil fazer um recorde pessoal a cada corrida e logo se inscrever para a próxima. No entanto, quanto mais você corre e melhora, mais difícil e desafiador será fazer tempos mais rápidos. Ter um objetivo é sempre importante, mas esperar um recorde a cada corrida é algo irreal e pode causar um estresse desnecessário. Para evitar isso, escolha algumas corridas para participar sem pretensão de tempo, só por diversão, sem preocupação com o tempo.

Ser inflexível ao seguir uma planilha
Ter um objetivo realístico é importante para todo corredor. Mas seguir uma planilha e ser inflexível é um erro. Não significa que você tem que correr 10 km a qualquer custo só porque é o que está na planilha. Doenças, circunstâncias da vida e o clima podem interferir. Ter flexibilidade para adaptar o treino é vital para manter uma vida equilibrada e tomar a decisão mais inteligente ao treinar.

Começar uma corrida muito rápido
Deve-se evitar começar a correr muito forte logo na largada. Se o seu ritmo for maior do que você consegue sustentar durante todo o resto da corrida, mesmo que sejam por apenas 500 metros, você provavelmente vai sentir isso no decorrer da prova. Tentar manter o ritmo que você sabe que consegue correr no começo pode ser o ideal para acelerar quando estiver próximo do fim. Os tempos podem ser melhores e a experiência mais proveitosa.

Não descansar o suficiente
É fácil na teoria, mas difícil na prática. Descanso também é treino. Ter um dia de descanso pode ajudar. Dormir bem também. Ignorar as horas necessárias de sono ou aumentar a quilometragem muito rápido pode ser um caminho para ter uma lesão.

Correr muito forte nos dias de treino leve
A chave para correr bem nos dias de treino mais forte é correr devagar nos dias de treino leve. Se você não faz treinos leves, não se recupera dos intervalados e dos treinos longos. Além disso, você pode fazer mais força do que deveria, o que pode acabar em uma indesejada lesão. Terminar o treino sentindo como se pudesse ter corrido mais é um bom indicador de que você não correu forte.

Ser obsessivo com os números
Todo o treino e os números que o relógio GPS te dá são ótimos, mas é fácil ser pego por toda essa informação. Ser inflexível quanto ao ritmo no treino ou ter obsessão pela frequência cardíaca pode adicionar estresse na sua corrida que no princípio de tudo deveria ser divertida. Uma boa maneira de se libertar um pouco disso é deixar o GPS em casa no dia dos treinos leves. Escolha um percurso que tenha distância demarcada ou que você saiba a distância e simplesmente corra. Ou vá em um percurso qualquer, sem saber distância ou tempo. Pode ser libertador.

Texto baseado nesta matéria: http://www.active.com/running/articles/10-things-runners-should-never-do.

Categorias
Geral

Maneiras de atingir seus objetivos na corrida

Está frio, chove, o dia continua escuro e o cobertor chama constantemente o seu nome. Mas você precisa correr. Se quiser estar preparado para as próximas corridas, você deve treinar, mesmo no inverno e no frio. Abaixo, algumas sugestões para ajudar a continuar motivado durante este período onde o mais confortável é ficar em casa. A maioria delas pode ser utilizada em qualquer época do ano.

  • Inscreva-se para uma corrida para ter uma corrida para treinar
  • Crie objetivos para o ano, definindo uma meta de quilômetros por mês ou um determinado número de corridas
  • Tenha um parceiro de corridas e marque treinos com ele/ela
  • Programe para que no seu dia tenha um momento para a corrida e não deixe de correr
  • Compre tênis novos para usar nos treinos
  • Encontre um novo lugar para correr ou faça um novo percurso
  • Durma com suas roupas de corrida. Deste modo, já estará pronto para correr de manhã
  • Junte-se a um desafio que envolva exercício físico
  • Crie uma playlist nova que motive a sair para correr
  • Leia histórias de outros corredores. Pode te motivar a correr
  • Corra de manhã e premie-se com uma bebida quente, como café, chá ou chocolate quente
  • Planeje suas férias de inverno e viaje para um lugar mais quente, onde é mais fácil de sair para correr
  • Lembre-se a sensação boa depois de uma corrida. Ninguém se arrepende de ter saído para correr, mas muitos se arrependem de não ter corrido

Link da matéria: http://runhaven.com/2015/01/01/18-ways-achieve-running-goals/.

Categorias
Geral

Motivos para não começar a correr

Corredores propagam os benefícios de correr como se fosse a cura para todos os males. Para a maioria, isso acontece porque correr mudou tão radicalmente suas vidas que eles querem gritar para que todos possam ouvir. Corredores querem convencer os outros a entrar nesse mundo e compartilhar todas as glórias das corridas. Quando você corre, você entende e percebe que é mais do que apenas um exercício. No entanto, a verdade é que correr tem um lado ruim. Há algumas razões legítimas pelas quais alguém deve considerar nunca amarrar seus tênis e começar a correr.

  • Você vai ter mais camisetas e roupas de corridas do que camisetas e roupas normais
    Você costumava ter coisas legais. Agora tem dezenas de pares de tênis de corridas. Por que apertar o pé em sapatos desconfortáveis se você pode ficar relaxado e confortável no seu tênis de corrida, né? Assim funciona também com as roupas de corrida, que também fazem você se sentir melhor. O que aconteceu com você?
  • Você vai sair menos para dormir mais
    Vai chegar o dia que você vai ter que escolher entre sair com os amigos na sexta à noite ou ficar em casa para descansar porque tem um treino longo no sábado de manhã. Alguns desses amigos podem não entender isso. É mais fácil ter amigos que correm. Assim, vocês estarão na mesma situação.
  • Seus pés vão ficar muito feios
    Nenhum pedicure poderá salvá-los. Eles vão ter calos e bolhas sua pele nunca vai crescer da mesma forma novamente. Seus pés vão inchar, encolher e você pode perder algumas unhas.
  • Você vai precisar aprender uma nova linguagem
    PB, Gu, fartlek. Para falar como um corredor, você precisar saber essa nova linguagem com novas palavras.
  • Você vai querer falar de corrida o tempo todo
    Seus amigos que não correm vão começar a evitar você para que não tenham que ouvir você falar da sua última corrida. E nem assim vão conseguir se ver livres das suas postagens no Facebook, Instagram e Twitter, já que você vai postar cada treino e corrida nas redes sociais.
  • Você vai querer correr a todo instante
    Dirigindo pela estrada você vai ver alguém correndo e vai desejar estar correndo também. Mesmo que você já tenha corrido de manhã, ainda assim vai querer correr. Se você está lesionado, você vai querer correr. Se você está pedalando, você deseja estar correndo. Não tem nada igual à endorfina que você sente ao correr.

Se você acha que é capaz de encarar todos esses efeitos horríveis depois que começar a correr, amarre seu tênis e saia correndo. Correr pode e provavelmente vai mudar sua vida para melhor. Vale muito a pena e as dores e o sofrimento não são nada comparados à sensação depois de um treino ou corrida.

Via RunHaven

Categorias
Geral

Você sabe que está viciado por corridas quando…

Você sabe que está viciado por corridas quando começa a fazer algumas coisas pensando em treinos e provas. O site Shut Up and Run fez uma lista com alguns exemplos:

  • Você entra em um banheiro químico e se sente em casa
  • As mulheres planejam as provas com base no ciclo menstrual
  • Quando você vê no relógio 3:42, pensa automaticamente no tempo da maratona
  • Você realmente cogita fazer suas necessidades nas calças durante uma corrida para que consiga o seu recorde pessoal
  • Você critica a postura das pessoas correndo enquanto está dirigindo, mesmo que a sua postura não seja digna de elogios
  • Antes de viajar nas férias você procura quais provas vai correr
  • Como presente de aniversário, você pede inscrições de provas e outras coisas relacionadas às corridas
  • Você fica animado toda vez que sai um novo sabor do seu gel preferido
  • A maioria das roupas que você lava são de corrida
  • Você não leva mais o seu cachorro nos treinos porque ele não consegue correr tanto
  • Você usa meias de compressão por baixo da roupa normal de trabalho em dias de descanso
  • Você para de fazer outros esportes ou atividades de alto risco porque você não quer se machucar e ficar sem correr
  • As pessoas dizem que você tem vício por correr
  • Você fala utilizando siglas. “Queria ter feito um RP”
  • Você lê blogs e sites de corridas
  • Você corre mesmo quando acho que pode estar lesionado
  • Você nega quando dizem que é viciado em correr

Qual outras coisas mostram que você é um viciado em corridas?

Via Shut Up and Run

Categorias
Geral

Coisas que casais que correm juntos não querem ouvir durante a corrida

Correr com o namorado, namorada, marido ou esposa pode ser uma ótima experiência. Ambos podem passar mais tempo juntos dividindo uma atividade que gostam ao mesmo tempo que apoiam os objetivos do companheiro/companheira. É a situação quase perfeita.

Quase porque tal experiência não está imune às armadilhas dos relacionamentos e a alegria pode ser passageira caso seu parceiro/parceira não tiver cuidado. A magia de uma boa corrida juntos pode terminar com apenas algumas palavras impensadas. Aqui estão alguns comentários que estão entre as últimas coisas que você gostaria de ouvir da pessoa que você ama quando estiverem correndo.

  • Meu ex era um corredor.
  • Você não tem uma calça legging?
  • Suas pernas são enormes
  • Estou achando que você vai comer tudo o que tiver na geladeira depois deste treino
  • Pensei que você tenha dito que era rápido(a)
  • Nossa, você sua muito
  • Só vamos correr mais um pouco
  • Precisamos conversar

Qual outro comentário, digamos, infeliz você já teve que ouvir ou falou para seu companheiro/companheira?

Via RunHaven